23/12/13

A curva e o ângulo na escrita manual





As formas curva (Fig. A) e angulosa (Fig. B) constituem os dois principais pilares da grafologia de Moretti. Elas podem observar-se na estrutura das próprias letras e nas ligações das mesmas.
 

Já J.H. MIchon, na descrição dos diversos sinais gráficos, afirmava que a curva e o ângulo constituíam a essência da escrita.

A escrita redonda retarda a progressão do movimento e do ritmo para se concentrar no aspeto formal, ao passo que uma escrita angulosa surge impulsionada para a frente.


Estas caraterísticas gráficas não surgem de modo abstrato, mas são derivadas dos movimentos consecutivos de extensão e de tensão, de abdução e adução, de um modo mais suave na escrita arredondada e de uma maneira mais brusca na escrita angulosa.


A interação equilibrada destas duas orientações do movimento grafoescritural (nem excessivamente redondo nem demasiado anguloso) revela a harmonia do Ego do escrevente, representando uma espécie de compromisso entre o instinto de defesa e de ataque, entre a passividade e a atividade.
Escrita redonda (extraída de A. Vels)
O autor da escrita arredondada terá predisposição para contornar os obstáculos e para se adaptar ao meio ambiente. O utilizador de escrita angulosa tenderá a cortar a direito, sem medir, devidamente, as consequências. Os extremos podem refletir, ainda, a tendência para a prodigalidade e esbanjamento, no primeiro caso, e um acentuado egoísmo e açambarcamento, no segundo.

Uma é comparável a um balão flexível e envolvente, o outro pode comparar-se a um caça-bombardeiro rígido, combativo e repelente. Uma provém de uma personalidade em que predomina a razão, outro, de um indivíduo em que impera a emoção.
Escrita angulosa (extraída de A. Vels)

Cada grafismo é o resultado de uma ação individual, apresentando múltiplas facetas representativas da personalidade de cada sujeito. Portanto, a escrita não se resume a estas duas caraterísticas, existindo outros numerosos fatores que reforçam ou reduzem o seu sentido psicológico.

Do ponto de vista pericial, estes formatos são bastante pertinentes, porque o escrevente que utiliza, normalmente, uma escrita curva, apresentará sinais de hesitação ao fazer, com rapidez e espontaneidade, uma escrita angulosa.
 
 


1 comentário:

Eduardo disse...

Adoro as suas postagens. Muito obrigado.