05/02/13

A escritura de Luis Bárcenas


Vários colegas grafólogos espanhóis já apresentaram algumas semelhanças entre caraterísticas dos grafismos autógrafos e contestados do ex-tesoureiro do PP de Espanha, Luis Bárcenas.

Data constante na carta "autógrafa"

Na sequência de algumas análises levadas a efeito, com base nos parâmetros grafonómicos fundamentais, eu acrescento umas minúsculas marcas pericialmente significativas e que vêm ao encontro de outros pareceres já emitidos. Fazendo fé nos documentos publicados pelo diário El País, tais marcas confirmam a tese mais provável de que se trata de escritos saídos do mesmo punho, tanto a carta, dita autógrafa, como o caderno contestado pelo ex-tesoureiro.

Data constante no caderno contestado

A minha análise incide especialmente sobre algarismos e acentuação. 

Deste modo, verifiquei que a disposição espacial da data “2009” da carta é semelhante às das datas “2008” e “2006” constantes no caderno

 contestado.
                                                      Data constante no caderno contestado
Em ambos os documentos, o primeiro dígito “2” está seguido de um ponto e os algarismos “00” são sempre mais pequenos e encontram-se ligados, após a descrição de um laço que fecha o primeiro zero. A distância que separa o algarismo “2” dos zeros é superior à que separa os zeros do último algarismo. O segundo zero é ligeiramente menos encorpado e apresenta-se um pouco ascendente.

                                                             Número constante na carta "autógrafa"
Quanto ao número “10” na carta e no caderno, o braço inicial do algarismo “1” principia ao nível da linha de base com o traço em diagonal ascendente bastante pronunciada para a direita. A perna do “1” é mais curta e mais inclinada para a direita do que a haste.

                                                      Número constante no caderno contestado

O ângulo agudo formado pelo braço e pela haste tem uma abertura semelhante.

No que respeita a acentuação, os acentos são baixos, precisos, bem carregados e adiantados, em ambos os documentos.

O grau de probabilidade, porque de probabilidade se trata e não de certeza absoluta, poderia ser aumentado com a análise sobre os originais e com um exame grafopsicológico e com uma perícia sociolinguística.

Sem comentários: