31/07/12

Vídeo Comparador espectral (3)


O espectro visual varia conforme as espécies animais. Por exemplo, os cães e os gatos veem cores que os humanos não conseguem observar. As cobras veem no infravermelho e as abelhas, no ultravioletra. Entre os seres humanos existem algumas variações e limitações, basta pensar nas pessoas daltónicas. Para aumentar o espectro visual recorre a instrumentos, como o vídeo comparador.
Trata-se de um sistema de imagiologia, vídeo projetor de imagens, no espectro visível, ultravioleta e infravermelho, para detetar contrafações ou falsificações de documentos. O vídeo comparador espectral é composto por uma câmara, por fontes luminosas e por filtros óticos. Este equipamento é utilizado pelas polícias de investigação e pelos peritos em documentoscopia e no exame da escrita. A polícia científica examina, especialmente, passaportes, patentes, cartões de identidade, notas e outros documentos suspeitos. Com este instrumento a informação encoberta torna-se clara, através da absorção da fluorescência emitida pela tinta. As fontes de luz ultravioleta (UV) e infravermelha (IR), montadas por trás dos filtros óticos, permitem observar através das alterações dos pigmentos de tinta e do papel, as manipulações fraudulentas,  como sobreposições do traçado ou acrescentos. Os comprimentos de onda observáveis à luz natural situam-se entre os 400 e 760 nanómetros. Com este equipamento consegue-se uma resposta espetral entre os 350 e 1100 nanómetros, com os raios mais curtos no ultravioletra e os mais longos no infravermelho.
Imagem extraída do manuscrito autógrafo da tragédia “La Gioconda”, de Grabriele d`Annuncio (1898) e publicada na net (Investigações Científicas  e Universidade de Cagliari).  Conseguem ler-se as letras que tinham sido rasuradas.

Sem comentários: