27/12/09

Van Gogh

Auto-retrato de Van Gogh
Vicent Willen Van Gogh (1853-1890), foi um genial pintor pós-impressionista holandês, com grande sentimento religioso pela vida e pela natureza.
O estudo das suas cartas para o seu irmão Theo e para outros correspondentes (que podem ser consultadas em www. vangoghletters.org/vg) provam que Van Gogh não era uma personagem tão louca nem tão pobre como tem sido pintada. Ele afirmava que não conhecia outra via que não fosse a de bater-se com a Natureza até que ela lhe libertasse o seu segredo. Além da pintura, lia e escrevia muito, lembrando que “é tão interessante e tão difícil dizer bem uma coisa como pintá-la”.
Van Gogh foi um pintor apaixonado e verdadeiro. Viveu intensamente a sua vida, apesar da sua morte prematura.
Após o desentendimento com Gauguin, voltou para Paris e entrou em depressão. Teve ataques de violência e ficou agressivo. Foi neste período que chegou a cortar uma orelha. A situação depressiva não regrediu e, em Julho 1890, disparou sobre si próprio e morreu com 37 anos de idade.
Van Gogh continua a viver nos seus inúmeros quadros de tons puros e pinceladas firmes, irregulares, carregadas e rápidas que dão uma sensação de leveza à sua obra e transformam Os Girassóis numa obra ímpar.

A sua escrita simples, sem artificialidade, espaçada, com algumas letras isoladas, ovais abertos na parte superior, com inclinação variável, predominância das zonas média e superior, traços descendentes muito carregados, confirma uma personalidade sincera, com grande intuição, multifacetada, ambiciosa e determinada.

Sem comentários: