20/12/09

Renna Nezos

Renna Nezos, nascida na Grécia, em 1931, estudou grafologia em Paris, onde exerceu como grafóloga 20 anos e mudou-se para Londres. Constituiu a Academia Britânica de Grafologia, em 1985, e a Faculdade Londrina de Grafologia (considerada pelo governo britânico a instituição grafológica mais credenciada do Reino Unido e onde Renna lecciona esta ciência). Formou a editora Scriptor Books que edita e traduz livros da especialidade. Em 1999, criou o Instituto Grego de Grafologia, em Atenas, Grécia.
Dedica-se ao ensino e à investigação da Grafologia há mais de trinta anos. É diplomada pelo Instituto Internacional de Pesquisas Grafológicas. Representa no Reino Unido a Société Française de Graphologie e o Groupement des Graphologues Conseils de France, é membro honorário da Agrupacion de Grafoanalistas Consultivos (Espanha) e do Centro Internazionale di Grafologia Medica (Roma), e é correspondente da Associazone Italiana Grafoanalisi per l'Éta Evolutiva (Torim, Itália).
Renna foi co-fundadora da Associação Deontológica Europeia de Grafólogos (ADEG), a mais importante instituição internacional do género a nível mundial, de que foi presidente por três vezes- Escreveu numerosos artigos. Publicou os livros: Graphology - The Interpretation of Handwriting (1986), pesquisa cuidadosa e análise de escritas com a finalidade de detectar vários aspectos da personalidade); Advanced Graphology (1992), com muita informação e uma grande quantidade de amostras de escrita); Judicial Graphology (1994), onde coloca em evidência elementos inconscientes da escrita, tornando-se, por isso, uma obra de referência para os peritos forenses).
Para Renna Nezos, nenhum sinal assume um significado fixo, porque cada sinal é valorizado conforme o número de vezes que aparece na página, a zona onde se localiza, o seu contexto e formnivel do grafismo.

Sem comentários: