05/09/15

Escrita feminina e masculina



Não podemos afirmar, absolutamente, que um documento foi escrito por uma mulher ou por um homem. Existem, porém, escreventes do sexo feminino que apresentam caraterísticas de masculinidade e há sujeitos do sexo masculino que revelam caraterísticas de feminilidade. No entanto, em determinadas circunstâncias, atendendo à diversidade natural dos géneros, pode afirmar-se que determinada escrita terá saído, provavelmente, do punho de um homem ou do de uma mulher.
A escrita das senhoras costuma apresentar-se mais arredondada e regular do que a dos homens, a zona média das letras evidencia-se mais que a superior e a inferior, a forma dos carateres predomina sobre o movimento, a pressão é menor e a dimensão é maior. Os carateres costumam ser simétricos, contendo, normalmente, adornos e, apresentando-se, tendencialmente, verticais.

As senhoras, de facto, relevam como predicados a simetria, a recetividade, a ternura e a contenção.

A escrita dos homens apresenta-se mais movimentada e inclinada para a frente, com angulosidades e irregularidades, mais larga e mais pressionada, com predomínio das zonas superior e inferior sobre a zona média. A direção da linha de base é oscilante, sendo as letras mais pequenas e mais estreitas.

Os homens são, predominantemente, mais dados à ação, à impulsividade, à assimetria e ao ataque.

Estas diferenças, que, atualmente, tendem a esmorecer, continuam a significar e a gerar complementaridade.



2 comentários:

ARTUR Ls MucHach0 disse...

E se fosse conhecido o sexo, seria eficaz a descoberta da sexualidade da pessoa? Haja vista tais características citadas que podem predominar

ARTUR Ls MucHach0 disse...

E se fosse conhecido o sexo, seria eficaz a descoberta da sexualidade da pessoa? Haja vista tais características citadas que podem predominar