04/01/13

Escrita e perfil psicológico da Irmã Lúcia


Lúcia de Jesus dos Santos, nasceu em Aljustrel, Fátima, a 28.03.1907 e faleceu em Coimbra, a 13.02.2005. Era a mais nova de sete  irmãos. Quando tinha 10 anos, estando em companhia dos dois primos Francisco (9 anos) e Jacinta (7anos), apareceu-lhes um Anjo, Nossa Senhora e o Menino Jesus.

Carta sobre o 3º segredo
Lúcia viveu uma vida isolada. Em1921, entrou nas irmãs doroteias (Porto e Tui). Em 1946, entra para as carmelitas descalças (Coimbra), onde veio a falecer aos 98 anos.

A carta, sobre a terceira parte do segredo, escrita em 03.01.1944 e dirigida ao bispo de Leiria, quando Lúcia tinha 37 anos, foi o documento examinado para a caraterização psicológica de Lúcia.

A escrita de Lúcia é organizada, clara, proporcionada, caligráfica, angulosa e inclinada. Os finais das palavras são prolongados (gesto do subjetivismo). A pressão é firme. O espaço entre palavras é pequeno. A velocidade é lenta. Os ovais encontram-se fechados e, por vezes, com fecho duplo. A direção da linha apresenta-se horizontal. A ligação entre as letras é longa, angulosa e em diagonal ascendente. Outro gesto tipo que se evidencia é o prolongamento da letra minúscula “h”.

Em síntese, Lúcia revelava uma grande energia psíquica e capacidade de resistência. Era prudente, cautelosa e reservada. Tendia para atitudes de firmeza, de rigidez e de severidade. Valorizava a tradição. Possuía mais tendência para o formalismo, para o autocontrolo, para a obediência às normas do que para a criatividade e para a rebeldia. O poder de intuição e de introspeção predominava sobre o da razão.  
 

Sem comentários: